Blog feminino segmentado para mulheres alérgicas? A blogueira Ana Paula Souza teve essa ideia; veja entrevista

blogDe cara, a ideia de criar um blog sobre o universo feminino voltado, principalmente, para as mulheres alérgicas parece inusitada. Mas foi justamente por isso que a paulistana Ana Paula Souza, que é apaixonada por cosméticos e moda, ligadíssima nas tendências e também super alérgica, passou a desenvolver o “Alérgica & Produzida”, blog que reúne indicações testadas e avaliadas por ela e pelos profissionais especializados em dermatologia e  alergias alimentares que integram a equipe da página, além de entrevistas e matérias sobre cosméticos, acessórios, nutrição cuidados, comportamento, moda, eventos, receitas funcionais, lançamentos e muitas outras dicas que possam interessar a quem precisa conviver com alergias.

Eu bati um papo bem bacana com a Ana Paula sobre a sua história e também sobre o workshop “Alergias e Intolerâncias Alimentares – Causas, Sintomas e Alternativas”, promovido por ela e que contou com a participação da Galena. Olha só!

Claudia Coral: De onde surgiu a ideia de criar o Blog “Alérgica e Produzida”?
Ana Paula Souza:
Atuava comercialmente no mercado há seis anos, mas, em setembro de 2013, comecei a ter crises de pânico e fui diagnosticada com depressão. Esse foi o sinal de que estava na hora de mudar o meu estilo de vida. Como alergia é um assunto que conheço por possuir várias, um dia, no meio de uma conversa, uma amiga me sugeriu criar um blog segmentado para o público alérgico.

Claudia: Você tem que tipo de alergia? Quando descobriu?
Ana Paula: Minha mãe conta que minhas primeiras manifestações alérgicas foram bronquite e dermatite de contato que começaram quando eu era bebê. Hoje, estou muito melhor, pois além de muitos anos de tratamento, fiz exames e testes para saber quais componentes me causam alergias. Tenho alergia respiratória a eucalipto e talco, alergia de pele a substâncias como tolueno, formaldeído e níquel, além de intolerância alimentar a lactose, castanha de caju, glúten e amêndoas.

Claudia: Como você convive com as restrições impostas pela alergia?
Ana Paula: Super normal, não me sinto restrita, talvez pelo fato de que sempre as tive. Quando era criança, minhas crises de alergias eram muito fortes. A rinite rapidamente evoluía para asma e pneumonia, e a dermatite tomava por completo minhas mãos e pés, infeccionavam e me causavam muitas câimbras, a ponto de eu não ter condições de ir à escola. Minha mãe passou muitos perrengues comigo, tadinha, rs. A medicina pouco conhecia sobre o assunto e, diferentemente de hoje, a alopatia (medicina convencional) e homeopatia (terapia alternativa) eram radicais, não visavam à precaução ou conversavam entre si. Na escola, eu ficava meio chateada porque as crianças não me davam a mão e, ao invés do tênis, calçava sandálias de couro.

Claudia: Como foi o workshop “Alergias e Intolerâncias Alimentares – Causas, Sintomas e Alternativas”? 
Ana Paula: Nossa, foi muito bacana. Os palestrantes são consultores do blog e profissionais com conhecimento em alergias e intolerâncias alimentares. Esse evento foi feito com muito carinho, tanto que tive um feedback muito positivo das pessoas. Com certeza, foi o primeiro de muitos.

Claudia: Como foi a aceitação do público em relação ao coffee que contou com os ativos ALGEA FOOD®, ZIAM e SERENZO da Galena?
Ana Paula: O cracker bem crocante, a geleia na consistência e sabor perfeito e o pão super fresquinho e macio fizeram um mega sucesso. As pessoas vibraram quando viram a variedade de alimentos gostosos que podemos consumir sem a presença de leite, glúten, conservantes, corantes, além de se surpreenderem com as informações que a farmacêutica da Galena passou sobre os benefícios do ALGEA FOOD®, ZIAM e SERENZO™ presentes nas receitas. Estou recebendo a cada dia feedbacks bem positivos e dúvidas sobre os produtos.

blog 4blog 3blog 2

Claudia: Você tem algumas dicas para dar às pessoas que precisam lidar com os mais variados tipos de alergias? 
Ana Paula:
Gostaria de deixar para as pessoas e/ou pais de alérgicos que não se desesperem por conta disso, muito menos peçam ou sigam conselhos de terceiros, antes de receber de especialistas o diagnóstico e as informações sobre os causadores dessa alergia. A partir daí, ao invés de retirar um alimento ou cosmético radicalmente da sua vida, pensem em substituí-los, pois, com certeza, é crescente o número de empresas que buscam e conseguem oferecer excelentes alternativas de produtos para conquistar o público com alergia. E tenham em mente, alergia não é frescura!

Image Map
673
Views

Comentários