“Bolinhas” no bumbum? Eu sei como acabar com elas; confira!

bumbum

Mais comuns do que muita gente imagina, aquelas “bolinhas” vermelhas que aparecem no bumbum para desespero da mulherada têm, sim, solução. Para quem não sabe, elas são uma espécie de foliculite decorrente do uso prolongado de calças apertadas e roupas de tecido sintético que impedem a pele de respirar corretamente, favorecendo o encravamento dos pelos da região e a proliferação de bactérias responsáveis por causar a infecção dos folículos pilosos (estruturas que dão origem aos pelos). 

Mas tudo tem jeito, viu? Para contornar o problema, alguns cuidadinhos são fundamentais. O primeiro é não usar roupas justas e apertadas por longos períodos de tempo, além de evitar ficar muito tempo sentada e com a roupa úmida no corpo. Por isso, se a sua pele transpirar muito durante o dia, lembre-se de trocar as peças em até seis horas, já que depois desse tempo a barreira de proteção da pele fica comprometida e favorece a proliferação de fungos.

Usar roupas claras, de secagem rápida e fresca, também é uma ótima alternativa para  escapar da umidade e ajudar a manter a temperatura corporal em equilíbrio. Também vale fazer o uso diário de sabonete líquido para  a higiene corporal, assim como não compartilhar objetos, produtos e cosméticos de uso pessoal para impedir o aumento da incidência de doenças infecciosas de pele.

Ah, compressas quentes e o uso de fórmulas manipuladas personalizadas com ativos são soluções que costumam agir com bastante eficácia no combate à foliculite. Porém, em casos de foliculte profunda – considerada a mais dolorida e preocupante, já que pode deixar cicatrizes na pele – antibióticos e antimicóticos de uso tópico, sempre sob recomendação de um dermatologista, podem ser a saída.
______________________________________________________________

Dicas de ativos Galena para fórmulas manipuladas personalizadas

Um forma de combater o encravamento dos pelos e a foliculite no bumbum é usar ativos que promovam a descamação da pele da região, além da renovação celular, como o ALFAMIX. Ele é um mix de alfa-hidroxiácidos da Galena que conta com a ação conjunta do ácido glicólico, ácido láctico, ácido málico e ácido tartárico para proporcionar um efeito de peeling na pele, facilitando a renovação celular e deixando a cútis mais sedosa e macia. O ativo também diminui a quantidade de queratina na região afetada, fazendo com que o pelo rompa a pele com mais facilidade, evitando assim a foliculite. A indicação é de uso diário, em concentrações que variam de 2% a 10%.  

Image Map
735
Views

Comentários