Cosméticos x Dermocosméticos: saiba a diferença entre eles e para que serve cada um

shutterstock_111283157Se você é vidrada em assuntos de beleza como eu, deve ter diversos tipos de cosméticos em casa. Até aí nenhuma novidade. Mas e dermocosméticos, você tem algum? Sabe o que eles fazem e qual a sua diferença em relação aos produtos tradicionais? Não sabe? Então vamos lá que eu te explico.

Antes de esclarecer tudo sobre os dermocosméticos, porém, vale a pena entender o que são os cosméticos comuns, usados por todas nós no dia a dia. Segundo a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), eles se enquadram numa categoria de produtos que não estão, necessariamente, relacionados à beleza, chegando a englobar, até mesmo, sabonetes e pastas de dente. Apesar de muito importantes esteticamente, eles possuem apenas ação superficial sobre a pele, ou seja, conseguem ajudar a cobrir uma mancha ou disfarçar uma acne, por exemplo, mas não atuam direto na raiz dos problemas cutâneos.

Já dermocosméticos* têm formulações ricas em ativos, como o ácido glicólico, capazes de atuar nas camadas mais profundas da cútis, combatendo manchas, acnes, celulites, rugas, entre outros incômodos.

Ficou bem mais claro agora, não é? Mas atenção: tanto o cosmético quanto o dermocosmético merecem receber o seu devido valor. Eles possuem funções e propósitos diferentes, mas juntos ajudam você vai sair de casa sempre linda. 🙂

* São reconhecidos pelo mercado como sendo cosméticos Grau 2, ou seja, produtos com indicações específicas, cujas características exigem comprovação de segurança e/ou eficácia, além das funções cosméticas tradicionais.
** Ativos: substâncias ativas originadas de fontes naturais ou sintéticas que produzem a ação específica na fórmula manipulada seja ela um creme, uma loção ou uma cápsula.
Image Map
1099
Views

Comentários