Sal, sal light, sal marinho e sal sem sódio… Quais são as diferenças?

shutterstock_87873217

Quem aqui fez de promessa de fim de ano se alimentar melhor em 2016, hein? Pois é, meninas, mas não basta ficar só no planejamento, viu? Para ajudar nesse processo, uma das melhores maneiras de tornar as refeições mais saudáveis é entender quais as funções do que ingerimos dentro do nosso organismo.

Um dos itens que marca os pratos de muita gente é o sal, que dá uma realçada no sabor dos alimentos. Mas você sabe quais os benefícios do sódio no nosso corpo? Ele é importante para a transmissão dos impulsos nervosos, na contração muscular, troca de água entre as células, regulação do volume de plasma sanguíneo, entre outras funções.

Viu só? O sal não é um vilão da alimentação, porém deve ser consumido com cautela, pois seu excesso pode provocar o aumento da pressão arterial, doenças cardiovasculares, doenças renais entre outros fatores. A recomendação da Organização Mundial da Saúde é ingerir até 2g/dia de sal, ou seja, um pouco menos que 1 colher rasa de chá . Agora que você já sabe um pouquinho sobre os benefícios e malefícios do sal, vamos conhecer quais tipos existem por aí:

Sal refinado
É o que passa por mais processos industriais e, consequentemente, possui maior índice de substâncias químicas em sua composição. É por isso que ele é mais fino e mais branco, o que acaba resultando em perda de minerais.

Sal light
Tem esse nome por ser composto por 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio. Por isso, apresenta gosto mais suave.

Sal marinho 
Possui mais componentes e minerais porque não passa por processos de refinamento, sendo seco no sol. De toda maneira, não deve ser consumido em excesso.

Sal sem sódio
Teve o uso regulamentado recentemente pela ANVISA e, apesar de sem sódio, ainda possui potássio, por isso seu uso deve passar pela orientação de um nutricionista e não deve ser utilizado em receitas que passem dos 180 graus.

Sal rosa do Himalaia
É um sal marinho, porém considerado como um dos mais puros do planeta e sua cor rosa refere-se a quantidade de minerais existentes nele (em torno de 80 tipos). Ufa, muitos tipos, né? Independentemente do tipo que você prefira utilizar em suas receitas, lembre-se sempre de consultar um nutricionista, que poderá te aconselhar. Conforme sua necessidade. Boa alimentação, meninas!

_____________________________________________________________

Dicas de ativos Galena para fórmulas manipuladas personalizadas

Na hora de diminuir a ingestão de sal, conte com ALGEA FOOD®, o ativo Galena derivado da alga marrom da Noruega, que pode substituir 50% do sal de cozinha utilizado nas receitas para reduzir a ingestão de sódio e prevenir a hipertensão, além de, quando manipulado em cápsulas, ajudar na prevenção da diabetes, pressão alta altos índices de triglicérides e/ou colesterol (que aumentam o risco de problemas cardiovasculares). Confira nas melhores farmácias de manipulação do país.

Image Map
369
Views

Comentários